• Pangea

ZEITGEIST – QUAL O ESPÍRITO DO NOSSO TEMPO?

Nº20



14 DE JANEIRO, 2015


2015 trará dois grandes eventos que prometem moldar o futuro próximo da sustentabilidade: o lançamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas, em setembro, e a COP 21 de Paris sobre mudanças climáticas, que ocorrerá em dezembro. Eles pretendem definir uma nova conduta para as políticas dos países em diversas áreas como energia, transportes, produção de alimentos, indústria, cidades, entre outras.


Há por detrás das 10 metas do ODS e das negociações climáticas internacionais um grande desafio: mudar o paradigma do crescimento econômico para que ele funcione dentro dos limites – finitos – do planeta.


Seriam esses eventos fortes o bastante para que a tão falada sustentabilidade torne-se o espírito do nosso tempo, o novo zeitgeist*? Assim desejamos.


O que esperar de 2015 e dos próximos anos, então? Seguem alguns temas que a Pangea Capital quer olhar com especial atenção:


Mensuração e valoração do capital natural

Empresas que mapeiam, monitoram e calculam seus impactos e dependências dos ecossistemas conseguem avaliar melhor a materialidade, mitigar os impactos, identificar oportunidades de redução de custos e riscos, gerar crescimento da receita e melhorar a imagem e reputação da marca [1]. Além disso, a avaliação do capital natural torna a transparência financeira mais robusta e oferece a opção de relatórios integrados [2].


Mudanças climáticas e cidades

Eventos climáticos como inundações, secas, ondas de calor e tempestades tropicais ocorrem agora com uma frequência quase cinco vezes maior do que nos anos 70 e comprometem economias nacionais e locais. Além disso, mais de 70% das emissões globais de GEE relativas ao consumo de energia ocorrem nas cidades. 


Em dezembro de 2014, durante a COP20 em Lima, foi lançado o Global Protocol for Community-Scale Greenhouse Gas Emission Inventories (GPC) [3]. Este protocolo ajudará as cidades a calcularem e gerenciarem suas emissões de GEE, prever o impacto do clima em suas economias, alocar recursos para adaptação e desenvolver planos de ação mais eficazes para o desenvolvimento de baixo carbono.


Agropecuária, cadeia de alimentos e bebidas

O Brasil desempenha um papel estratégico nesta questão como um dos grandes celeiros do mundo, portanto a segurança alimentar dos futuros nove bilhões de habitantes depende das nossas decisões atuais. Ao mesmo tempo, um rápido olhar sob a cadeia de alimentos e bebidas no país escancara desafios gigantescos.


Na ponta da produção, a baixa eficiência resulta em um desmatamento e emissões de GEE que chegam a quase 1/3 do total do país. Na logística de escoamento estamos na “Idade Média” - dependemos fortemente do modal rodoviário, o menos eficiente possível e que envolve impactos negativos ambientais, sociais e econômicos. No varejo, é urgente um trabalho para a formação de consumidores conscientes para que os esforços de produção mais limpa possam ganhar escala e para que a geração de resíduos diminua. Por fim, pecamos na gestão de resíduos ao não conseguir implementar nem mesmo uma coleta seletiva decente nas grandes cidades. O cenário é tenebroso e resulta em ineficiência e desperdícios sistêmicos [4].  


O zeitgeist que queremos

O mito do crescimento econômico a qualquer (e todo) custo como máxima da prosperidade parece ter nos deixado na mão. Ele fracassou com os dois bilhões de pessoas que ainda vivem com menos de dois dólares por dia. Fracassou com os ecossistemas degradados dos quais dependemos para sobreviver. E fracassou por si só, por não prover estabilidade econômica [5]. Ele representa, portanto, o espírito de um tempo ultrapassado.


O espírito do nosso tempo deve ser a criação de condições favoráveis para a construção de uma economia sustentável, a proteção da capacidade individual de prosperar sem consumismo e o respeito aos limites ecológicos do planeta.


Equipe Pangea Capital


É para este zeitgeist que a Pangea Capital trabalha.



[1] Veja mais em: Comissão Brasileira de Acompanhamento do Relato Integrado (2014) GT de Empresas Pioneiras em Relatórios de Sustentabilidade http://www.cdpla.net/sites/default/files/Paper%20GT%20Empresas%20Pioneiras%20II%20vF%202_0.PDF[2] Veja mais em: O Seu Relato é Reflexo da Sua Gestão? http://www.pangeacapital.com.br/blog[3] Veja mais em: Green House Gas Protocol (2014) Global Protocol for Community-Scale Greenhouse Gas Emission Inventories: An Accounting and Reporting Standard for Cities http://www.ghgprotocol.org/city-accounting[4] Veja mais em: Malthus estava errado? http://www.pangeacapital.com.br/blog[5] Veja mais em: Sustainable Development Commission - SDC (2009) Prosperity Without Growth? The Transition to a Sustainable Economy http://www.pangeacapital.com.br/ - /library*Zeitgeist é um termo alemão cuja tradução significa espírito da épocaespírito do tempo ou sinal dos tempos

0 visualização

PANGEA CAPITAL

[email protected]

+ 55 11 2307.0018

Rua Cônego Eugênio Leite, 933, Cj. 131

Pinheiros | São Paulo | SP | CEP 05414-012

UMA EMPRESA DO GRUPO

Radicle_Logo_coral.png