• Pangea

O SEU RELATO É REFLEXO DA SUA GESTÃO?

Nº6



10 DE SETEMBRO, 2013


O mundo está mudando e os relatos corporativos também. A integração entre relatórios de sustentabilidade e financeiros começa a criar raízes.  


Os relatórios de sustentabilidade, da forma como são publicados atualmente, começam a perder valor. Eles contêm muitas informações e estão distantes de apresentar uma avaliação de impactos e riscos em sustentabilidade. Muitos deles se transformaram em uma peça de marketing, com o objetivo de vender uma imagem saudável e positiva da empresa. 


Além disso, este modelo de relato não conversa com os investidores.  É preciso haver tangência entre dados financeiros e os socioambientais e de governança (ESG) para fornecer uma ideia de causa e consequência entre medidas no campo financeiro e ações. 


Para a elaboração de um bom relatório, é preciso seguir alguns passos básicos:


  • Identificação de stakeholders: eles devem ajudar a identificar quais são os temas relevantes para a atuação empresarial. É fundamental engajá-los por consultas online, encontros presenciais, redes sociais ou plataformas interativas. 

  • Priorização: a empresa deve estabelecer uma metodologia clara para priorizar os temas levantados por seus stakeholders. O critério utilizado pode ser elaborado com base no impacto financeiro e riscos e oportunidades. 

  • Validação: é preciso realizar uma validação interna sobre os temas considerados materiais e sobre o escopo e limite do relatório.   


Assim, após seguir os passos acima chega a hora de prestar contas. Para elaboração de um bom relatório, a empresa deverá: 


  • Focar no que é realmente material;

  • Quantificar as informações, mostrando como sustentabilidade gera valor (integração com o financeiro);

  • Integrar as áreas da empresa para a coleta dos dados.


Dessa maneira, a empresa terá um reporte conciso, material, transparente e integrado.


Grande parte desse movimento está sendo tocado pelo International Integrated Reporting Council (IIRC), Global Reporting Initiative (GRI), Carbon Discloure Project (CDP), dentre outros.  Se você quer fazer parte deste movimento, a PANGEA CAPITAL pode auxilia-lo a encontrar o melhor caminho. 


A Pangea Capital tem como objetivo gerar valor a seus clientes através da redução de seus impactos e vulnerabilidades e da identificação de oportunidades relacionadas a uma nova economia, moldada por um cenário de mudanças climáticas e escassez de recursos.

0 visualização

PANGEA CAPITAL

[email protected]

+ 55 11 2307.0018

Rua Cônego Eugênio Leite, 933, Cj. 131

Pinheiros | São Paulo | SP | CEP 05414-012

UMA EMPRESA DO GRUPO

Radicle_Logo_coral.png